fbpx

OSDM nos XIV Jogos Especiais da Mangueira

Em Outubro, a OSDM iniciou a Segunda Edição do Projeto Esportes Sem Limites, patrocinado pela Petrobras. 

E, no dia 30 do mesmo mês, conforme as atividades previstas, realizamos nosso primeiro passeio/evento externo: prestigiamos mais uma edição dos Jogos Especiais na Vila Olímpica da Mangueira. 

Mais uma vez, a Obra Social Dona Meca marcou presença com seus alunos na modalidade “natação”, além de atividades de zig-zag livre e bola ao arco.
Um grande evento, aguardado por todos, oportunizando aos profissionais a verificação do retorno do seu trabalho – ao analisarem desempenho, interação e potencial desenvolvido ao longo do ano – e aos nossos familiares, que retornam com a visão do dever cumprido – pois são peças fundamentais ao processo de desenvolvimento dos seus filhos. 

Parabéns a todos os participantes!!” 

Talento jovem a serviço do bem

No último dia 04 de outubro, tivemos a honra de receber, na Sede da Obra Social Dona Meca, o Grupo ALVORADA JOVEM, do Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo, através do Projeto VOZES DO BEM. Foi uma noite agradável de muita música, encontros de amigos e simpatizantes da causa da pessoa com deficiência, que puderam contribuir com doações de alimentos para nossa instituição e ainda saborear os deliciosos quitutes de nossa cantina. Ter jovens engajados em ações sociais como esta… Isto só traz benefícios tanto para eles como para nós, que tivemos o privilégio de ouvir canções – que falam de amor ao próximo, solidariedade e vida em plenitude – e ainda colaborar para a manutenção do atendimento gratuito às mais de 200 crianças com deficiência. Assim, agradecemos ao Grupo Alvorada Jovem pelo belo gesto solidário além disso parabenizamos a todos pela presença e importante contribuição à OSDM. Que o exemplo do bem desses jovens possa florescer em muitos corações.

Texto de Mary Lucy Paz -Setores de Voluntariado e Projetos da Obra Social Dona Meca.

Uma História Especial

No dia 16 de outubro, tivemos a contação de história do livro “O Rapto do Galo” , da atriz Fabiana Karla, no pátio da OSDM. Entretanto, essa ação foi um pouco diferente, pois pudemos contar com a autora do livro, para ler, explicar e tirar risos das nossas crianças.

Foi uma tarde muito agradável, onde além de conhecermos uma história maravilhosa, escrita por ela com maestria, pudemos também conhecer um pouco mais da cultura e do folclore nordestino, mais especificamente de Pernambuco, estado onde a atriz nasceu.

O livro é um belo cordel modernizado e conta com lindas gravuras e um glossário no final, para que possamos compreender melhor todas as palavras do vocabulário pernambucano e termos específicos do folclore e do Carnaval Nordestino, como O Zé Pereira, Os Caboclos de Lança, Homem da Meia noite, Lampião, a Jia (uma espécie de anfíbio da família dos sapos e rãs, grande pançudo e gelado), dentre outros personagens.
No final, a atriz respondeu as perguntas dos nossos pequenos e seus familiares. Fabiana disse que, há muito tempo, já ouvia falar da OSDM e, por isso há tempos já planejava conhecer pessoalmente o belo trabalho desenvolvido para as crianças com deficiência. Além disso, a mesma presenteou a casa com um exemplar do seu livro autografado( para que possamos guarda-lo em nossa biblioteca) e ainda tirou fotos com as nossa turma e a equipe. Uma pequena lembrança do que foi esse dia tão especial.

Obrigado, Fabiana! Volte sempre!

Texto de Munique Silva – responsável pelo projeto Oficina do Brincar e Anderson Gama- setor de Desenvolvimento Institucional da OSDM.

Dia da Madrinha

Queridos (as) Padrinhos e Madrinhas da OSDM,

Gostaríamos de parabenizar todos os nossos Padrinhos e Madrinhas da OSDM. Dia 25 de novembro se comemora o “Dia da Madrinha” e é claro não poderíamos esquecer dos nossos queridos Padrinhos, também. Pois, apadrinhar uma criança com deficiência é um ato de caridade.

E o que é caridade?
Caridade é o amor em movimento, “exercida com despreendimento e amor”, “dar sem esperar nada em troca”, “é a fraternidade que acompanha o gesto, a atitude interior”.

E é através de pessoas amigas que nos tornamos colaboradores, voluntários e padrinhos da OSDM, é o que diz um dos nossos padrinhos:

“Eu conheci a instituição através de uma voluntária, participei de algumas atividades e eventos na casa e via o amor e dedicação prestados às crianças assistidas na instituição. Após esse conhecimento, naturalmente veio a vontade de ser colaborador para que esse sério e belo trabalho tivesse continuidade e fosse expandido à cada vez mais necessitados. Hoje eu tenho um sentimento de agradecimento pela oportunidade de ajudar, pois, ao ver o sorriso das crianças, sinto que quem está mais sendo ajudado sou eu”.(Marcelo, padrinho de uma criança no Casa Lar)

Esse é o sentimento despertado a quem ajuda o próximo, o caminho para o processo de evolução.
Para nós da OSDM, a sua participação na história de vida dessas crianças é fundamental para a continuidade do trabalho de acolhimento, reabilitação e qualidade de vida dessas crianças tão especiais. Assim, vocês também são muito especiais.

Texto de Bruna Loschiavo – Setor de apadrinhamento da Obra Social Dona Meca.

Apoio Ao 13° Salário

Com a proximidade de mais um final de ano, vimos agradecer sua colaboração, sem a qual não poderíamos ter dado continuidade a este trabalho de amor e solidariedade.

Hoje, nossa casa atende cerca de 250 crianças com deficiência e, para que isto possa ocorrer com qualidade e competência, precisamos de profissionais contratados pelo regime de CLT.

Atualmente, contamos com 52 colaboradores (dentre fisioterapeutas, fonoaudiólogas, hidroterapeutas, assistentes sociais, pedagoga, psicopedagoga, psicólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionista psicomotricistas, oficineiros culturais, profissionais de educação física e das áreas de administração, manutenção e logística).

E, logicamente, com a chegada dos meses de novembro e dezembro, nossos compromissos trabalhistas também aumentam com o 13º salário.
Sendo assim, a você que já faz parte desta grande corrente de solidariedade e/ou que gostaria de contribuir solicitamos que, neste período, caso seja possível, contribua com um pouco mais para que possamos honrar com nossas responsabilidades junto aos funcionários da OSDM.

Agradecemos mais uma vez a toda família fraterna desta Obra que, ao longo de 22 anos, tem procurado amenizar as lutas dos nossos pequenos e seus responsáveis, que chegam até nós. Obrigado por tudo e que, em 2015, nossos laços fiquem ainda mais fortalecidos.

Pequenos artistas

Durante este ano, as terapias da Obra Social Dona Meca estão trabalhando com temas variados a cada mês. Além de motivar a participação nos atendimentos, nossos pequenos aprendem sobre datas e comemorações do país, como páscoa, festa junina, folclore, consciência negra, entre outros. Uma das atividades com mais resultados deste aprendizado é a Oficina de Artes.
No atendimento com o “tio” Paulo Monteiro, as crianças estão demonstrando habilidades incríveis na confecção de diversos materiais. Já produziram brinquedos artesanais como cata-ventos, boi bumbá, enfeites, pinturas e aprenderam brincadeiras como a “cama de gato”. Sempre utilizando materiais recicláveis como garrafas pet, rolos de papelão e folhas de jornal.
O meio ambiente também é lembrado nesta terapia. “Através destas atividades, estamos conscientizando nossas crianças e adolescentes da importância de preservar o meio ambiente. Todos participam trazendo materiais recicláveis para a Oficina. Assim, ensinamos a cuidarem, cada vez mais, do lugar onde vivemos. Para deixarmos um ambiente melhor para as gerações futuras.”, comenta Paulo Monteiro. Parabéns aos nossos pequenos artistas!

Jovens da OSDM encaminhados para o GAPEB

Como todos devem saber, o público da Obra Social Dona Meca tem idade entre 0 e 18 anos. Durante os anos de atendimento, buscamos a melhora motora, social, cognitiva e psicológica das nossas crianças e adolescentes. Entretanto, chegada à maioridade, e procurando melhorar a qualidade de vida, muitos deles precisam vivenciar outros formatos de terapias, ainda que sejam as mesmas. Novos ambientes e atividades são vistos como poten-cializadores do perfil de cada um. Buscando justamente esta evolução, recentemente, alguns de nossos adolescentes foram encaminhados para o Grupo Assistencial Professor Eurípedes Barsanulpho (GAPEB). Lá, se juntarão a outros jovens e adultos com deficiência. Esta mudança foi acompanhada de perto pelas equipes das duas instituições. Primeiro, psicólogos, assistente social, pedagoga, fisioterapeuta e as coordenações de terapias e de esportes da OSDM foram ao GAPEB alinhar as expectativas de trabalhos oferecidos aos jovens. Em seguida, os próprios adolescentes e seus familiares visitaram a ONG localizada no Anil para conhecerem a metodologia da nova casa. A partida, certamente, foi sentida não só por eles, mas por toda a equipe da OSDM. Afinal, são anos de convivência compartilhando dificuldades, alegrias, histórias e conquistas. Durante esta transição, a Sra. Waldice Barros, mãe de Julia atendida por anos em nossa instituição – nos presenteou com uma bela carta de agradecimento. A seguir, alguns trechos deste reconhecimento: “É com enorme alegria que, através destas palavras, eu e minha filha expressamos nossa gratidão à família Dona Meca. E também, com grande pesar, nos despedimos da convivência calorosa, com todos estes eternos amigos. Registro aqui o meu reconhecimento à competência e o carinho a nós dedicados (…)Hoje minha filha apresenta um comportamento que reflete todo o empenho, que a equipe como um todo, desenvolveu sobre ela. Muito obrigada! E agora, este cuidado em nos acompanhar até as instalações do novo espaço terapêutico, e a forma cautelosa com que estão procedendo, só confirmam o comprometimento e a ética que sempre estiveram presentes, desde 2005 (…)Sempre que possível estaremos visitando a todos, mas tenham a certeza, vocês estarão nos acompanhando por onde estivermos pois, o bem que todos nos causaram, não há cálculo de valor, é algo determinado por Deus e infindável…”
A Obra Social Dona Meca deseja um belo caminho de novas experiências aos jovens Andre Luiz Torres, Bruno Luis Batista, Isadora Caetano, Jardieli Costa, Julia Barros, Juliana Ferreira, Markus Vinicius Oliveira, Michelle Andrade, Rayana Kethelen, Wagner Luis Marinato e Wellington Costa.
Estaremos sempre juntos!

Diga Não ao Cigarro

Os pulmões são os principais órgãos responsáveis pela entrada e saída do ar do sistema respiratório e pela troca gasosa. É por meio deles que conseguimos respirar e realizar diversas atividades físicas no nosso dia a dia. Isto porque todo processo de vida envolve gastos de energia, e toda a energia produzida envolve a troca de gases, mecanismo este chamado de respiração.

Leia a Matéria na Integra