fbpx

O Cotidiano em um blog

Tudo começou com uma conversa informal na hora do almoço. Estávamos conversando eu, as profissionais do setor de terapia ocupacional e a de pedagogia da instituição.  Até que começamos a falar sobre o cotidiano de nossos pequenos, neste momento relatei que eu tinha um sonho de aproveitar todo o Branding* e influência da Obra social Dona Meca dentro das redes sociais e internet para dar voz e empoderar as nossas crianças e adolescentes. Afinal, se estamos falando sobre deficiência, as vozes deles devem ser sempre as primeiras a serem ouvidas.

Leia a Matéria na Integra

MÊS AZUL E CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO

Abril é um mês muito especial e conhecido em inúmeros lugares pela cor azul. Isso se deve ao segundo dia do mês, quando nós celebramos o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. Como formas das mais diversas ações em prol da Conscientização, existem atividades no mundo todo. Alguns exemplos são a Tradicional Caminhada do Autismo (na orla da Zona Sul do Rio de Janeiro) e, até mesmo, o Cristo Redentor, símbolo do Rio de Janeiro, que por muitas vezes teve a sua Iluminação na cor azul para chamar atenção a este debate.

Leia a Matéria na Integra

UM DIA DE FAZER BOAS AÇÕES

Pelo terceiro ano consecutivo, participamos do Dia das Boas Ações, em duas ações: a primeira, em um stand, no dia 7 de Abril, divulgando nossa instituição. No dia 13 de abril desenvolvemos um evento -em parceria com nossos voluntários cadastrados no site do Atados- e a equipe do SESC-Rio. Esta Ação foi muito interativa, contando com a presença de 20 crianças -atendidas na Obra Social Dona Meca- em diversas atividades sensoriais e extras ao ar livre. Para suporte, recebemos a ajuda de uma equipe de 18 voluntários. As crianças tiveram um dia maravilhoso de distração com membros da família: dança livre, brincadeiras, jogos de tabuleiros, atividades sensoriais e etc. Além disso uma pequena palestra sobre “como lidar com a Pessoa com Deficiência”. Todos os voluntários ficaram encantados com o trabalhado oferecido pela OSDM.

 

Veja um pouquinho do que rolou

Sendo assim, gastaríamos de agradecer: ao Sesc-Rio, o Atados, ao Instituto da Criança (ônibus) e principalmente a todos os voluntários que fizeram este dia possível, o nosso muito obrigado.

 

ATIVIDADE DE SENSIBILIZAÇÃO NA CADEIRA DE ROSAS

Criança e mae fazendo um hi-5

Crianças jogando futebol de botão


Texto escrito por Beatriz Duhou – Responsável pelo setor de Apadrinhamento e Relacionamento da Obra Social Dona Meca – contato: b.duhou@osdm.org.br

NOSSS PEQUENOS REALIZAM UM SONHO AO LADO DO JUAN

UM DIA DE SONHO

O coração a mil… dentro do peito um mix de sentimentos, ao olhar o horizonte, uma rampa que leva ao mais emblemático estádio do Mundo: o Maracanã! A expectativa e o sentimento -de pisar, pela última vez, naquele gramado como jogador profissional deve ser indescritível. Foi isso o que aconteceu no dia 27 de Abril: o nosso querido Juan foi ao palco do Estádio Mário Filho dizer seu “muito obrigado”. Mas nós torcedores, amigos e entusiastas do esporte é que agradecemos.

Sem dúvidas, este dia foi único para qualquer fã do futebol e, para nós, ainda mais especial, pois tivemos o privilégio de participar da homenagem feita ao craque. Nossos adolescentes Angélica Vitória e Rafael Rosa, juntamente com dois meninos da Casa Ronald McDonalds, foram ao gramado para homenageá-lo, não só pelo atleta mais pelo ser humano Juan.
Há algum tempo Juan e sua esposa Monick visitam nossa sede e os abrigos (Casa Lar Balthazar e Casa Lar Dona Meca), compartilhando um pouquinho de seu carinho com nossos pequenos. Estas duas pessoas incríveis têm um afeto imenso pelas crianças e jovens da OSDM e, por onde passam, falam com verdadeiro amor de nossa Instituição. Também por isto quando recebemos o convite feito pela Monick para estarmos juntos neste dia, fizemos questão de participar e retribuir um pouquinho deste sentimento. Sem dúvidas, o dia 27 de Abril será uma data que ficará guardada na memória de todos nós da OSDM e principalmente, nos corações do Rafa e Angélica que participaram deste momento ímpar!

 

Juan e Monick com instituições convidadas

Nosss pequenos no Campo do Maracanã

Todos no Maracanã


Juan e Monick, novamente o nosso muito obrigado e muito sucesso para vocês nesta nova jornada!

Texto escrito por Anderson Gama – Responsável pelo setor de Comunicação e Marketing da Obra Social Dona Meca – contato: a.gama@osdm.org.br

VAMOS CONSTRUIR UMA CASA?

OBRA SOCIAL DONA MECA

Um novo Abrigo para a OSDM
Ajude a Obra Social Dona Meca a finalizar as obras de seu abrigo unificado. A ideia é que as crianças da Casa Lar Balthazar e da Casa Lar Dona Meca tenham uma melhor infra-estrutura e possam desfrutar de um ambiente integrado e inclusivo. Para isso, compre um dos itens e contribua com a nossa jornada.

Camisa Eu Faço Parte desta História

 Pin eu Sou um amigo da Obra Social Dona Meca

Entre em contato com a gente e solicite o seu.

PERFIL DONA MECA

A cada dia mais, buscamos aproximar os leitores à realidade da nossa Instituição e dos nossos pequenos. Foi com este intuito, que surgiu o Perfil Dona Meca, onde buscamos falar um pouco mais de nossas crianças e jovens, o que eles gostam, seus sonhos e anseios. Este material é sempre gravado e gera vídeos incríveis que você pode conferir no  Nosso Canal do Youtube .

Para o primeiro Perfil, convidamos Riquelme Barros.

Perfil de Riquelme Barros

Crianças com Síndrome de Down

MARÇO – MÊS DE CONSCIENTIZAR

No dia 21 de Março, celebramos o Dia internacional da Síndrome de Down. Por isto, pintamos o terceiro mês do nosso calendário de amarelo: um símbolo da luta que desenvolvemos para que, a cada dia, novos jovens e crianças com a síndrome tenham uma vida mais adequada que compreenda suas potencialidades e limitações. Pensando nisto, decidimos conversar com uma responsável atendida pela OSDM, Joseane é mãe de Pietro, um lindo menino (como a própria mãe faz questão de frisar) de 4 anos, beneficiário da OSDM desde os seus 1 ano e 2 meses.

Leia a Matéria na Integra

BAZAR À VISTA!

O ano terminou com novidades por aqui, como uma das ações para arrecadar fundos à manutenção dos atendimento da Obra Social Dona Meca: lançamos um grande bazar com o apoio de um empresário que nos cedeu seu espaço muito especial, próximo à Praça Salinópolis (um dos pólos gastronômicos da Taquara), o que ajudou a visibilidade da Instituição.

Durante todo o período de Dezembro até os dias atuais, nossa equipe de colaboradores, responsáveis e voluntários vem se revezando para atender ao público e arrecadar recursos, além, é claro, de divulgar todo o trabalho que a Obra social Dona Meca desenvolve há mais de 25 anos às crianças e jovens com deficiência do Rio de Janeiro.

O Bazar da Instituição permanecerá neste endereço até o final do mês de Abril (ou enquanto durarem os nossos estoques). Um dos diferenciais é que a equipe busca sempre adaptar a loja de acordo com a sazonalidade, trazendo produtos novos e que agradem àqueles que procuram lembrancinhas de última hora.

Então já sabe: caso esteja pela Taquara e precise de uma roupa, bijuteria, brinquedo ou, até mesmo, um calçado para presentear voucê ou alguém, dá um pulinho na Rua Salinópolis, nº 64, Loja C das 09:00h às 18:00h, de Segunda à sexta. Ou cadastre-se para ser voluntário e ajude-nos a manter o Bazar. De ambas as formas, você contribui pra a manutenção do trabalho da Obra Social Dona Meca. Todo o valor arrecadado com o Bazar é revertido para a Instituição. Então, nós vemos por lá ?

Texto escrito por Anderson Gama – Responsável pelo setor de Comunicação & Marketing da Obra Social Dona Meca – contato: a.gama@osdm.org.br

Atividades de Janeiro

Ao longo do mês de Janeiro, as terapias da OSDM entram de férias. Mas o trabalho não pára. Apesar de termos muitos profissionais de férias nesse período, nós desenvolvemos as ”Atividades Diferenciadas”. Uma série de atividades, nas quais se incluem Desporto (onde trabalhamos com material esportivo, bolas e alguns mini jogos), Artes, (com muita tinta, colagem, recortes de papel e pintura) Atividade Sensorial (ações com tinta, massinha, amoeba, buscando trabalhar os estímulos que esse tipo de material promove às crianças – como nos cadeirantes, onde pintamos os pés e mãos), Brincar Livre (onde o nome já diz: a regra é brincar de forma livre, em atividades propostas pelas próprias crianças e o favorito de todos… Recreação Aquática!

 

 


Tal proposta tem caráter menos direcionado, mais solto, livre, com uma ”cara” de férias. Com um objetivo de ser divertido, descontraído. Todavia, não perdemos o olhar terapêutico. As atividades são montadas, levando em conta o processo de estimulação sensorial e cognitivo das crianças, como também as habilidades sociais (já que, nesses atendimentos, os grupos são formados com, no mínimo, três indivíduos, que, não raro, não se encontram ao longo do ano nas terapias). Mesmo porque muitas de nossas crianças acabam sofrendo no período de férias com as quebras de rotina e, ainda, com a falta de estímulos.

Além disso, fazemos mudanças temporárias (apenas no mês de Janeiro) nas grades de horários das crianças, a fim de organizarmos grupos que tenham em comum a faixa etária e o diagnóstico, em uma atividade que possa ser bem aproveitada por todo aquele grupo. E, também nesse período, os responsáveis são convidados a participarem diretamente das atividades diferenciadas junto às suas crianças. O foco principal desta ideia é proporcionar um momento entre pais e filhos.

 


O período de férias também chega para as crianças das nossas Unidades de acolhimento: A Casa Lar Dona Meca e a Casa Lar Balthazar. O que nos leva a criar para eles – estimulação sensorial, brincar livre e, nesse forte calor, a recreação aquática acaba sendo a mais popular entre eles. E é sempre algo muito interessante, já que, nessas atividades, saímos bastante da rotina, o que é importante para crianças que se encontram em regime de acolhimento.

Temos tido um feedback positivo dos responsáveis e dos pequenos e jovens, pois que muitos acabam vivenciando situações que, normalmente, Não acontecem ao longo do ano, justamente pelo caráter da proposta.

Texto escrito por Henrique Almeida – Responsável pelo setor de psicologia da Obra Social Dona Meca – contato: h.almeida@osdm.org.br