fbpx

O Cotidiano em um blog

Tudo começou com uma conversa informal na hora do almoço. Estávamos conversando eu, as profissionais do setor de terapia ocupacional e a de pedagogia da instituição.  Até que começamos a falar sobre o cotidiano de nossos pequenos, neste momento relatei que eu tinha um sonho de aproveitar todo o Branding* e influência da Obra social Dona Meca dentro das redes sociais e internet para dar voz e empoderar as nossas crianças e adolescentes. Afinal, se estamos falando sobre deficiência, as vozes deles devem ser sempre as primeiras a serem ouvidas.

Leia a Matéria na Integra
Ana Julia

Minha vida na Obra Social Dona Meca

Ana júlia em 2011 ao Chegar na Obra Social Dona Meca Quando eu entrei na Obra Social Dona Meca eu tinha três anos e meio. A lembrança que tenho quando era menor e estava aqui na Dona Meca é que eu chorava muito na Fisioterapia Motora porque eu não gostava dos exercícios, mas hoje eu sei que foi muito importante para mim por que eu vi que minha postura melhorou ao longo do tempo e eu agora posso pegar um copo de água.

Leia a Matéria na Integra
equipe de bocha da osdm

Meu primeiro passo na bocha

Tradicionais nos países: Italia, França, Espanha, Inglaterra e Portugal, a bocha tornou-se popular nesses povos europeus com a expansão do Império Romano.

A bocha tornou-se um esporte Paralímpico em 1984, atualmente praticado por mais de cinquenta países. Oportunizando a prática por pessoas com qualquer deficiência

O objetivo principal do jogo consiste na marcação de pontos, através do lançamento das bolas, a fim de que elas se aproximem de um ponto determinado aleatoriamente pelo lançamento de um objeto, o bolim.

Na OSDM, realizo treino de bocha no atendimento do desporto as sextas feira. Quando estou treinando sinto-me mais próximo da realização de mais um sonho, este que para mim representa uma maneira de ser útil, importante e sentir que estou fazendo algo muito bom.

Na semana passada quando ocorreu o primeiro torneio de bocha na osdm me senti muito bem e decidi que quero seguir careira como paratleta.

Em geral, gosto muito de ficar com meus amigos competindo, treinando mas com  esse sonho farei mais amigos.

 

Texto Escrito com o apoio da Terapeuta Ocupacional Patricia Lorena

Amizade

Ana Julia e sua Amiga Demonstrando o valor da amizade

 

O amigo é para zuar, brincar, brigar, conversar, fofocar e contar segredos. Às vezes  temos ciúmes quando  tem outra pessoa falando com ele ,  mas esse  sentimento não é bom pois devemos  confiar neles. Devemos respeita–los  e agir sempre com carinho e amor. Quando eu era pequena tinha uma amiga, o nome dela é Fabyanne  e a  gente é amiga até hoje . Nós curtimos um cinema , conversar muito , bagunçar , cantar e festa do pijama . Fabyanne não achava que a cadeira de rodas era um problema, ela falava que era legal e gostava  de passear comigo. Algumas pessoas eram diferentes da Fabyanne , tinham preconceito e não se aproximavam porque eu estava na cadeira de rodas. Na escola era muito legal , mas nem  sempre olhavam com respeito . São pequenas coisas que magoam . O preconceito não  é tudo, mesmo assim eu tenho vários amigos que me ajudam a lidar com a falta de conhecimento das pessoas. Um amigo nunca larga o outro quando ele tem um defeito , não pode julgar. Deve estar  presente em todos os momentos …

 

Texto Escrito com o apoio da Terapeuta Ocupacional Amanda Portella