A IMPORTÂNCIA DA FONOAUDIOLOGIA

A Fonoaudiologia, na Obra Social Dona Meca, visa prevenir ou minimizar a Disfagia (alteração da deglutição) e as Alterações de Linguagem.

Faremos um relato sobre o desenvolvimento de Maria Eduarda Almeida, três anos de idade. Maria Eduarda chegou à nossa Instituição ainda bebê, com apenas cinco meses de idade, apresentando quadro de hipotonia global e ainda sem diagnóstico médico. Fazia uso de vias alternativas de alimentação (Gastrostomia) e de respiração (Traqueostomia).

Iniciamos atendimento interdisciplinar com a Fisioterapia Respiratória, visando a coordenação da respiração com a deglutição, (objetivo de maior relevância). Durante este período, observou-se maior percepção oral associada à coordenação e aumento de tônus da musculatura orofacial. Diante disto, começamos treino de alimentação por via oral na consistência pastosa homogênea. Maria Eduarda evoluiu muito bem e, de acordo com a segurança da deglutição, foram introduzidas outras consistências alimentares e aumento da quantidade na oferta. Passou a se alimentar exclusivamente por via oral, sendo retirada a via alternativa de alimentação. Paralelamente, sua linguagem evoluiu devido a estímulos cognitivos lingüísticos associados em terapia, além de orientações à sua mãe. Hoje, Maria Eduarda apresenta linguagem dentro do esperado para sua idade e participa das refeições em família e em festividades.

Em virtude do que foi mencionado, percebemos uma excelente evolução, corroborando a importância da Fonoaudiologia na Obra Social Dona Meca.

Texto escrito por Raquel Terra – Fonoaudióloga da Obra Social Dona Meca – contato: r.terra@osdm.org.br

 

Outras Matérias que possam te interessar:

Comente