fbpx

A Psicopedagogia e o Autismo

A psicopedagogia se ocupa da intervenção sobre o indivíduo com dificuldades de aprendizagem, seja ela de origem emocional, cognitiva e/ou social.

Isto porque as dificuldades de aprendizagem podem ser causadas ou desencadeadas por inúmeros fatores. Partindo-se desse pressuposto e por ser o autismo um transtorno que provoca desordens no desenvolvimento global, torna-se necessária uma intervenção abrangente, que focalize as áreas sociais, emocional e cognitiva , já que o prejuízo cognitivo pode ser bastante significativo no transtorno, uma vez que as alterações orgânicas afetam partes essenciais para o processo de aprendizagem.

Sendo assim, o psicopedagogo, no tratamento do Transtorno do Espectro do Autismo, tem como função identificar a estrutura cognitiva do sujeito e seu relacionamento com o aprender, atuando terapeuticamente e de forma individualizada, visando buscar os obstáculos e as causas para o problema de aprendizagem já instalado e/ou prevenindo novas dificuldades, apontando caminhos para um aprender mais eficiente. O psicopedagogo atua de forma terapêutica, intervindo, na maioria das vezes, a partir de jogos, histórias e atividades lúdicas diversificadas, partindo sempre da realidade do aprendente, a fim de tornar interessante o processo de construção de seu conhecimento, emprestando-lhes o desejo de aprender e estimulando-o para que possam superar suas limitações.

*Esta ação conta com o apoio financeiro do FMDCA (Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) por meio do Projeto NEDI.

Texto de Bárbara Carvalho -Setor de Psicopedagogia da Obra Social Dona Meca.

Outras Matérias que possam te interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: