fbpx

Atividades de Janeiro

Ao longo do mês de Janeiro, as terapias da OSDM entram de férias. Mas o trabalho não pára. Apesar de termos muitos profissionais de férias nesse período, nós desenvolvemos as ”Atividades Diferenciadas”. Uma série de atividades, nas quais se incluem Desporto (onde trabalhamos com material esportivo, bolas e alguns mini jogos), Artes, (com muita tinta, colagem, recortes de papel e pintura) Atividade Sensorial (ações com tinta, massinha, amoeba, buscando trabalhar os estímulos que esse tipo de material promove às crianças – como nos cadeirantes, onde pintamos os pés e mãos), Brincar Livre (onde o nome já diz: a regra é brincar de forma livre, em atividades propostas pelas próprias crianças e o favorito de todos… Recreação Aquática!

 

 


Tal proposta tem caráter menos direcionado, mais solto, livre, com uma ”cara” de férias. Com um objetivo de ser divertido, descontraído. Todavia, não perdemos o olhar terapêutico. As atividades são montadas, levando em conta o processo de estimulação sensorial e cognitivo das crianças, como também as habilidades sociais (já que, nesses atendimentos, os grupos são formados com, no mínimo, três indivíduos, que, não raro, não se encontram ao longo do ano nas terapias). Mesmo porque muitas de nossas crianças acabam sofrendo no período de férias com as quebras de rotina e, ainda, com a falta de estímulos.

Além disso, fazemos mudanças temporárias (apenas no mês de Janeiro) nas grades de horários das crianças, a fim de organizarmos grupos que tenham em comum a faixa etária e o diagnóstico, em uma atividade que possa ser bem aproveitada por todo aquele grupo. E, também nesse período, os responsáveis são convidados a participarem diretamente das atividades diferenciadas junto às suas crianças. O foco principal desta ideia é proporcionar um momento entre pais e filhos.




O período de férias também chega para as crianças das nossas Unidades de acolhimento: A Casa Lar Dona Meca e a Casa Lar Balthazar. O que nos leva a criar para eles – estimulação sensorial, brincar livre e, nesse forte calor, a recreação aquática acaba sendo a mais popular entre eles. E é sempre algo muito interessante, já que, nessas atividades, saímos bastante da rotina, o que é importante para crianças que se encontram em regime de acolhimento.

Temos tido um feedback positivo dos responsáveis e dos pequenos e jovens, pois que muitos acabam vivenciando situações que, normalmente, Não acontecem ao longo do ano, justamente pelo caráter da proposta.

Texto escrito por Henrique Almeida – Responsável pelo setor de psicologia da Obra Social Dona Meca – contato: h.almeida@osdm.org.br

Outras Matérias que possam te interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: