Em 1992, um grupo de voluntários da área de saúde atendia crianças com deficiência na região de Jacarepaguá. Eram cerca de 40 pessoas que dividiam suas atividades em um espaço cedido pela Casa Espírita Eurípedes Barsanulfo (CEEB).

Com a consolidação do trabalho, a procura por atendimentos cresceu ainda mais rapidamente do que a sua capacidade de absorção de novas crianças. Apesar de todos os esforços da instituição e de já estar atendendo um número significativo de crianças, a lista de espera tornou-se significativamente maior do que a sua capacidade instalada de atendimento. Em 1997, iniciaram as obras para a construção de um novo espaço para atendimento. Era 1999, quando o Grupo Dona Meca passou por uma restruturação: A Obra Social Dona Meca passaria a atender os pequenos de até 12 anos e suas famílias. O Grupo Assistencial Professor Eurípedes Barsanulpho (GAPEB) cuidaria dos adolescentes, adultos e seus familiares. Contando com muita ajuda, a OSDM conseguiu o terreno ao lado de sua sede para ampliação de suas instalações. O prédio novo contava com novas salas de terapias, uma piscina com água aquecida para hidroterapia e natação, além de um salão para eventos.

 

Casas de Acolhimento:

 

Casa Lar Dona Meca
Logo Casa Lar Dona Meca
No decorrer do ano de 2006, a ocorrência de casos de abandono e negligência com crianças, principalmente as acometidas por alguma deficiência, intensificou-se à porta da instituição, que, mesmo não estando preparada para funcionar como abrigo, procurou oferecer soluções e prestar o socorro necessário nas horas mais delicadas às crianças em risco. Assim, surge a Casa Lar Dona Meca. Com o objetivo de proporcionar um abrigo seguro e acolhedor a crianças com deficiência, entre 0 e 12 anos de idade, e capacidade para atender até 20 crianças com deficiência, sendo este o máximo de metas permitidas em nossa legislação para executar em Abrigo Institucional. Este trabalho se configura como proteção provisória e excepcional, ressaltando os conceitos de moradia, organização, higiene, limpeza, disciplina, educação, entre outros, primando pelo caráter residencial, contribuindo assim, para a participação e inserção das crianças na comunidade, incentivando a preservação dos vínculos familiares ou promovendo a inserção em família substituta.
O trabalho da Obra Social Dona Meca na Gestão da Casa Lar Dona Meca é reconhecido por sua excelência, já foi premiado*, e hoje, é referência de instituição de acolhimento na visão de Gestores Municipais e Estaduais, empresários e personalidades ligadas à área social.

*Troféu Carlos Fernando de Carvalho – Parceria AIB (Associação de Imprensa da Barra) e Construtora Carvalho Hosken.

Casa Lar Balthazar

Logo Casa Lar Balthazar
A pedido da Vara da Infância e Juventude, devido ao aumento no número de crianças em situação de negligência familiar, oriundas, sobretudo, de pais com problemas de dependência química (principalmente crack), a Obra Social Dona Meca, em funcionamento há 23 anos e hoje referência em todo o município do Rio de Janeiro, fundou, em 4 de março de 2015, mais uma Casa de Amor: o Casa Lar Balthazar. Essa nova unidade de acolhimento é voltada ao atendimento de até 20 crianças com perfil de 00 a 06 anos de idade, que, por se encontrarem em situação de vulnerabilidade e de risco social, necessitam ser abrigadas. A esses pequenos oferecemos cuidados de saúde, alimentação, higiene, educação complementar, lazer e, acima de tudo, muito carinho e amor.

 

 

20 Anos de Obra Social Dona Meca