Dia de Realeza

Em Junho, recebemos uma ação mais que especial em Parceria com a Rio Inclui e a Jovem Sophia Simon, na qual foram doadas roupas das marcas Cantão, Kenner e Redley para os nossos pequenos e seus familiares. Foi um dia de realeza.

A ação partiu da jovem Sophia, que sempre teve interesse em ajudar projetos sociais como a Obra Social Dona Meca. Para tal, a mesma procurou a Instituição RIOinclui, que a direcionou desenvolver esse evento.

Os responsáveis ficaram lisonjeados. “Gostei muito da ação. Acho que seria muito legal que acontecesse outras vezes e acredito que pode ser o começo de uma nova parceria que beneficiará todos os atendidos pela OSDM. ” disse Maria do Socorro (Mãe do Alejandro, 4 anos atendido pela OSDM).

Sophia também adorou nos visitar, brincou com os nossos pequenos e se encantou pelo trabalho que desenvolvemos.

Gostaríamos de agradecer à Sophia e a equipe RIOinclui pelo lindo gesto e pela bela manhã.

*Texto escrito por Anderson Gama – Setor de Desenvolvimento Institucional & Comunicação

Cigarro: O grande vilão!

Com caráter informativo, anualmente a OSDM promove todo ano a semana de orientação da Fisioterapia Respiratória, sempre com temas e assuntos ligados à área. Este ano, foi a vez da conscientização e divulgação dos malefícios do tabaco e suas conseqüências.

É assustador ouvir falar que o cigarro mata mais de 5 milhões de pessoas (segundo OMS – Organização Mundial da Saúde), e é a principal causa de morte evitável no mundo!

Sendo este também o responsável por causar alterações do sistema respiratório, tanto do fumante ativo quanto do fumante passivo. (Lesionando as áreas de entrada e saída do ar, limitando as atividades de vida deste indivíduo e causando dependência química da nicotina).

O uso do tabaco pode levar ao câncer de pulmão, enfisema pulmonar, bronquite, infarto do miocárdio, infecções respiratórias diversas, AVC, dentre outros.

A Fisioterapia Respiratória atua desde o quadro agudo de infecções ao quadro crônico das patologias respiratórias, objetivando facilitar a fornecer ventilação e a desobstrução pulmonar, orientações e, com isto, melhorar a qualidade de vida do paciente.

As orientações sobre os fumantes passivos (nossas crianças) – e como auxiliar na prevenção de complicações do trato respiratório – melhoram a qualidade de vida de todos.

Vale ressaltar Muitos responsáveis ficaram assustados com os dados e solicitaram maiores informações de locais para deixarem de fumar.

Algumas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) já oferecem tratamento gratuito aos fumantes que desejam parar de fumar. O fumante também pode receber o aconselhamento gratuito pelo telefone do Disque Saúde 0800-61-1997.

Respire com qualidade, respire melhor, pare de fumar e você dará um importante exemplo aos seu filhos a sua comunidade!

*Texto escrito pela Equipe de Fisioterapia Respiratória – Bruna Gean e Fernanda Santana

Especial: Dia dos Padrinhos

No mês de Junho, comemoramos o dia de pessoas muito especiais em nossas vidas: OS PADRINHOS E MADRINHAS da OSDM!

Estes que contribuem com nossa casa, mantendo todas as atividades oferecidas para as nossas crianças, como: Fonoaudiologia, Psicologia, Pedagogia, Fisioterapias Motora e Respiratória, Terapia Ocupacional, Psicopedagogia, Psicomotricidade, Psicologia, Hidroterapia, Desporto, Capoeira, Natação, Dança, Informática, Artes, Música, Culinária, Oficina do Brincar e Nutrição. Além, de claro todo apoio às crianças abrigadas. Graças a vocês, conseguimos dar, a seus afilhados, esperança e oportunidades por uma vida melhor. Mesmo que de longe, vocês são como fadas-madrinhas/padrinhos, seres mágicos que protegem e ajudam a realizar o sonho de seus afilhados. Então, queremos retribuir toda esta prova de solidariedade que cada um de vocês deposita em nossa causa: “Parabéns por esse dia tão especial! Que seu caminho seja repleto de vitorias e muita felicidade. Você merece tudo que há de mais belo nessa caminhada que se chama vida e que deve ser vivida da forma mais doce e gratificante possível!”

*Texto escrito por Ana Carolina Xavier – Setor de Apadrinhamento & Relacionamento

Maio: Mês das Mães

Durante o mês de Maio realizamos algumas ações para comemorar o Dia das Mães e também agradecer todo o carinho que as mamães da Obra Social Dona Meca nos proporcionam.

No informativo anterior trouxemos algumas fotos das mamães e seus pequenos, além de uma mensagem muito especial que nos lembra do quão divino é o amor de mãe.

Na primeira semana útil do mês, também montamos o nosso tradicional Bazar do Dia das Mães, onde pudemos encontrar os mais diversos presentes e lembranças para aquelas que nos presenteiam todos os dias, além, é claro, de reverter parte do arrecadado para a Instituição. Nesta mesma semana, os terapeutas decoraram as suas salas de uma forma muito especial, de modo a prestigiá-las.Além disso, o mural expôs um cartaz especial com um pequeno mosaico e uma mensagem para as nossas queridas.

Durante toda a semana do dia 11 reproduzimos um vídeo gravado pelos profissionais da Casa, onde eles dão um breve depoimento falando da admiração, respeito e carinho que têm por todas as nossas mamães, buscando que elas pudessem assistir. E, Junto a isso, nossa parceira Biomerux nos doou 20 kits da Boticário, para que pudéssemos sorteá-los às nossas mães, um em cada horário de exibição do filme citado acima. Durante essa semana, vimos muitas mamães, papais, vovós… se emocionando com a palavra de carinho dos profissionais. Foi uma semana mais que especial, e fechou nossas homenagens da melhor forma possível. Novamente gostaríamos de agradecer ao apoio de todos que fizeram esses momentos possíveis: Profissionais, Voluntários, Parceiros…

E, para quem quiser assistir basta acessar o link: http://bit.ly/1QBmssI E não se esqueçam de inscrever-se no nosso canal do youtube. Assim vocês poderão assistir todos os nossos vídeos.

*Texto escrito por Anderson Gama- Setor de Desenvolvimento institucional”.

Semana de Orientação da Psicomotricidade

De 13 a 17 de Abril, aconteceu a Semana de Orientação da Psicomotricidade, na qual as profissionais Luiza Sá Freire e Roberta Lopes palestraram sobre a experiência na prática psicomotora, conforme estas descrevem abaixo:

“Iniciamos com um vídeo motivacional (“o que a mãe desse menino cego fez…”, que relata a história de uma criança cega, que é incentivada pela mãe a superar seus próprios limites e alcançar sua independência), com o objetivo de mostrar a todos que estavam presentes o quanto é importante dar, à cada criança, a oportunidade de descobrir seus próprios limites. Isto porque, na maioria das vezes, não por maldade, mas por instinto materno, acabamos tomando a frente da situação e não permitindo que a criança vivencie práticas importantes para seu desenvolvimento.

Sabemos que existem muitas dúvidas referentes à Psicomotricidade e, sendo assim, nossa proposta para Semana de Orientação foi fazer com que os responsáveis experimentassem as atividades vividas em nossa sala de estimulação. Percebemos a necessidade dos responsáveis em vivenciarem tudo aquilo que suas crianças praticam em nossas sessões. Sendo assim eles experimentaram pula-pula, bolas de bobath, piscina de bolinhas, blocos de espuma, balanço de espuma e corda etc., onde explicamos a função de algumas atividades e a importância do brincar, auxiliando também em ‘como interagir com seus filhos nas brincadeiras do dia-a-dia.

Finalizamos explicando que a Psicomotricidade é a ciência que se fundamenta na interação cognitiva, sensoriomotora e psíquica na construção de cada indivíduo, através do movimento e do brincar, estimulando a criança a ser consciente de seus atos e compreender suas capacidades e possibilidades, expressar suas necessidades e vontades, se relacionando dentro da sociedade em que vive.

Nosso encontro gerou muitos momentos de alegria e satisfação, além de uma enorme vontade de repetir a experiência vivida em nossa reunião. Esperamos rever todos novamente!”

*Texto escrito por Luiza Sá Freire e Roberta Lopes- Equipe de Psicomotricidade

Novos Horizontes – Casa Lar Balthazar

É necessário cada um de nós fazer a nossa parte, e todos, juntos, realizarmos algo fundamental em nossas vidas… A construção de um mundo melhor.

Pensando dessa forma foi que aceitamos mais um grande desafio. A pedido da Vara de Infância e Juventude, devido ao aumento de crianças em situação de negligência familiar, fundamos, em março de 2015, mais uma Casa de Amor – o Casa Lar Balthazar. Essa Casa, destinada a 20 crianças com idades que variam entre 00 e 06 anos, acolhe pequenos que chegam até nós necessitando de cuidados de saúde, de alimentação, de higiene e, acima de tudo, de muito carinho.

Mesmo conhecendo todas as dificuldades que viriam pela frente, foi encantador abraçar mais essa tarefa. E foi assim que, de uma maneira “quase Milagrosa”, montamos um novo Lar para receber esses pequenos, trazendo a cada uma deles Novas Oportunidades em sua trajetória.

A nova Casa já deu muitos frutos: muitas alegrias, sorrisos e, sobretudo, a certeza de que Deus, Nosso Pai, desde o momento em que nos propomos a trabalhar pelo Bem, ampara-nos incondicionalmente.

Obrigada a todos os companheiros que, desde a primeira hora, disponibilizaram-se a colaborar com doações à nossa Casa. Continuamos a contar com o engajamento de todos nesta construção de Novos Horizontes!

Em busca da conscientização do Autismo

No dia 2 de Abril, comemora-se o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Nesta data ocorrem eventos no mundo inteiro a fim de informar a população sobre a causa do autismo e, assim, conseguir diminuir o preconceito e adquirir direitos em relação à saúde e educação.

Em 2015, A cidade do Rio de Janeiro aderiu novamente à causa: vários monumentos (como os Arcos da Lapa, o Cristo Redentor e o Palácio da Cidade) foram iluminados de azul e a população também se uniu em várias caminhadas em nome da Conscientização do Autismo.
É, claro, a Obra Social Dona Meca participou ativamente durante toda esta a semana.

Sob a bandeira do Centro de Autismo Dona Meca, a Instituição estava presente na grande Caminhada de Conscientização do Autismo, no domingo 29 de Março, que ocorreu na Praia do Leblon e foi organizada pelo Mundo Azul. Nossas crianças – e seus responsáveis – saíram da OSDM em um ônibus de turismo, com direito a lanche e camisa do CdA, na cor Azul. Segundo os organizadores, o evento reuniu 4.000 pessoas.

Mas a nossa participação não se encerrou por aí! Nossa equipe, no intuito de envolver o maior número de famílias atendidas pela Obra Social Dona Meca e de conscientizar a comunidade em torno da Sede, realizou, no dia 2 de Abril de 2015 ,a 1ª Caminhada de Conscientização do Autismo Dona Meca. E nosso evento foi um sucesso: todos vestidos de azul, com faixa e muita alegria, seguimos caminhando e cantando da Instituição até o Largo da Taquara, onde realizamos distribuição dos nossos informativos (fazendo, assim, com que as pessoas conheçam o nosso trabalho, nossa luta e nossas causas).

Obrigado a todos que participaram com entusiasmo deste nosso movimento!!!!

*Texto escrito por Raquel Gomes- Setor de Fonoaudiologia e Centro de Autismo Dona Meca.

Semana de Psicopedagogia

De 16 a 19 de Março, aconteceu a semana de orientação da Psicopedagogia, na qual a Profissional Bárbara Carvalho palestrou sobre as funções do psicopedagogo, a fim de elucidar dúvidas e desfazer confusões acerca da terapia psicopedagógica. Durante as palestras, ela explicou aos pais e responsáveis que este é o profissional especialista em psicopedagogia, que auxilia na identificação e na resolução dos problemas no processo do aprender e está capacitado para se relacionar com as mais diferentes dificuldades de aprendizagem. Trabalha de forma interdisciplinar e utiliza recursos das várias áreas do conhecimento humano para a compreensão do ato de aprender.

Além disso, deixou claro que o psicopedagogo atua em um sentido amplo, investigando e promovendo as possibilidades de mudanças sobre os processos cognitivos, emocionais e pedagógicos que, porventura, possam estar travando a aprendizagem das crianças e dos adolescentes, individualmente. Na medida em que trata dos processos diagnosticados, também previne que eles sofram de outras dificuldades pessoais decorrentes de tais transtornos de aprendizagem.

A Profissional expôs algumas funções essenciais da área na OSDM, como: diagnosticar, orientar, atender em tratamento e investigar os problemas emergentes nos processos de aprendizagem; esclarecer os obstáculos que interferem para haver uma boa aprendizagem; favorecer o desenvolvimento de atitudes e processos de aprendizagem adequados; realizar o diagnóstico psicopedagógico, com especial ênfase nas possibilidades e perturbações da aprendizagem; esclarecer e orientar aqueles que o consultam; orientar pais e professores.

Finalizou enfatizando que ser um psicopedagogo é muito mais do que dominar técnicas de psicologia, pedagogia e/ou neurociências. É sempre se atualizanr nos assuntos que permitem compreender a criança, o adolescente e/ou o adulto, na maioria de suas manifestações, tanto psíquicas, quanto motoras, sociais, biológicas. Ser psicopedagogo é estar apto a trabalhar de forma clínica e/ou institucional, visando a prevenção como sua filosofia maior. Ser psicopedagogo não é apropriar-se de conhecimentos e sim difundi-los; não é criar dependência e sim emancipar; não é rotular e sim socializar.

*Texto escrito por Barbara Carvalho- Setor de Psicopedagogia

Página 10 de 21« Primeira...89101112...20...Última »