ATIVIDADES DIFERENCIADAS DE JANEIRO

O mês de Janeiro trouxe muitas novidades para os atendimentos da OSDM. Aproveitando o verão e as férias escolares, dividimos nossas atividades diferenciadas em 8 pólos, chamados de “estações”.
Nas estações de Contação de Histórias e Música, os pequenos foram estimulados a escolherem as historinhas que mais gostam e a tocarem instrumentos musicais. Algumas crianças realizaram as duas propostas, com muita diversão. Foram tantos os talentos descobertos que até mesmo uma banda foi formada ao longo das atividades: a “Banda OSDM” foi criada pelos meninos Rafael Rosa e João Victor Fortes.
Na piscina, houve algumas surpresas, como o “tio Henrique da Psicologia” participando da “Estação de Recreação Aquática”.
A mistura de ambientes e profissionais (que, ao longo do ano, estão alocados em terapias específicas) foi motivo de surpresa e diversão para as crianças e adolescentes da Instituição. Ao se depararem com “os tios” em atividades lúdicas e funcionais, muitas realizadas em espaço externo, questionamentos surgiram…
Risos e descobertas se espalharam pelos corredores e espaços criados com muito carinho por nossos terapeutas.
Tivemos também convidados especiais… Os responsáveis foram chamados a participarem com seus filhos das atividades diferenciadas, o que representou grande alegria às crianças, que se motivaram ainda mais a dar função a todas as conquistas alcançadas nas terapias ao longo de 2016. Todos quiseram mostrar, ao máximo, suas habilidades, e a interação entre pais e filhos se deu de forma recreativa e descontraída.
A grande novidade das atividades diferenciadas deste ano foi a Estação AIVD. Uma minicasa foi montada, com móveis e acessórios que se assemelham aos encontrados no seu cotidiano. A intenção foi trabalhar com os participantes, de forma recreativa, as AIVD (Atividades Instrumentais da Vida Diária). Assim, foi proposto às crianças e adolescentes que realizassem as tarefas mais complexas de seu dia-a-dia, aquelas que exigem uma relação intensa com o ambiente, tais como arrumar a cama, dobrar e pendurar roupas no cabide e organizar o ambiente após a brincadeira. O objetivo final foi estimular a independência e autonomia das crianças que já participam de terapias funcionais, tais como a Terapia Ocupacional. Embora, ao longo do ano, o planejamento individual envolvesse, majoritariamente, estímulos menos complexos, como amarrar os sapatos, segurar os talheres, atividade de higiene e autocuidado, foi na Estação AIVD que as conquistas puderam ser melhor manifestadas. Mais uma vez, contamos com a presença assídua dos familiares que, participando das atividades junto a seus filhos, foram orientados e desafiados a deixarem os pequenos realizarem as mesmas em suas próprias residências.
Contamos, também, com muita estimulação psicomotora, cultural e lúdica, através das demais Estações: Circuito Psicomotor, Dança, Artes, de Culinária e da Estação Brincar Livre. Sem dúvidas, foi um início de ano inesquecível para crianças, famílias e profissionais que vivenciaram momentos de muito aprendizado e descontração!
Texto escrito por Mary Lucy Paz – Responsável pelos setores de Elaboração de Projetos e Voluntariado da Obra Social Dona Meca – contato: ml.paz@osdm.org.br

 

Outras Matérias que possam te interessar:

Comente